“Big Shot: Treinador de Elite” tem segunda temporada confirmada

O Disney+ anunciou o sinal verde para a segunda temporada da comédia dramática sobre basquete, Big Shot: Treinador de Elite, liderado por John Stamos em uma performance de destaque.

Criada por David E. Kelley, Dean Lorey e Brad Garret e com produção executiva de Kelley, Lorey, Garrett e Bill D’Elia, a segunda temporada retomará a produção em 2022. Dean Lorey retornará como showrunner. A série da Disney Branded Television é produzida pela ABC Signature.

“Estamos muito animados em voltar com Big Shot: Treinador de Elite. A série tocou tantos corações – especialmente a genialidade de John Stamos como o Treinador Marvyn Korn – estamos ansiosos para a segunda temporada e muito mais”, disse o cocriador e produtor executivo David E. Kelley.

“Esta série representa tudo que a Disney é para mim: família, inclusão e união. Mas, em sua essência, Big Shot Series é sobre coragem e coração, e é isso o que o Disney+ demonstrou ao nos dar uma segunda temporada. Mando muito amor para os críticos e fãs que se levantaram e torceram por nós, direto das laterais. Estou muito grato por poder continuar a interpretar o Treinador Korn, um homem que aprende a desapegar de julgamentos pré-concebidos e aprende com um grupo de incríveis mulheres, que o ajudam a evoluir e crescer. E, no entanto, ele ainda tem muito o que aprender… felizmente ele terá essa chance na segunda temporada. Gratidão”, disse John Stamos.

Big Shot: Treinador de Elite gira em torno de Marvyn Korn (Stamos) depois que ele é expulso de sua posição como treinador principal de um time de basquete da NCAA.

Ele tem uma chance de redenção com uma posição de treinador em Westbrook, uma escola de ensino médio particular de elite para meninas, e logo descobre que as jogadoras adolescentes exigem empatia e vulnerabilidade – conceitos estranhos para o estoico Treinador Korn.

Ao aprender a se conectar com suas jogadoras e sua filha, Marvyn começa a se tornar a pessoa que sempre desejou ser. As meninas aprendem a se levar mais a sério, encontrando seu lugar dentro e fora de quadra.

da Redação A Toupeira

Filed in: TV

You might like:

Crítica: “A Fera” Crítica: “A Fera”
Crítica: “Gêmeo Maligno” Crítica: “Gêmeo Maligno”
Crítica: “X – A Marca da Morte” Crítica: “X – A Marca da Morte”
Pessoas cegas e com baixa visão participam de teste de acessibilidade em cinema Pessoas cegas e com baixa visão participam de teste de acessibilidade em cinema
© AToupeira. All rights reserved. XHTML / CSS Valid.
Proudly designed by Theme Junkie.