Cinco lições do filme “Little Boy – Além do Impossível”

“Little Boy: Além do Impossível”, lançamento exclusivo da rede de cinemas Cinépolis no Brasil e que já está em cartaz (leia nossa Crítica Completa), é ambientado na década de 40 e conta a história de um menino de sete anos que faz qualquer coisa para trazer de volta seu pai, soldado que foi lutar na Segunda Guerra Mundial.

A produção do mexicano Eduardo Verástegui foi filmada em Rosarito, no estado de Baja California (México) e é dirigida pelo também mexicano Alejandro Gómez Monteverde. Segundo o produtor, o filme é uma mensagem de fé e esperança e foi feito para despertar a criança que existe dentro de todo adulto.

Little Boy Cinco Lições

Confira abaixo, cinco lições que são ensinadas ao longo da exibição, sem spoilers.

Acreditar no impossível: “Cara, você acha que consegue?” era o grito de guerra de James Busbee (Michael Rapaport) para motivar o seu filho Pepper a criar proezas impossíveis quando brincavam juntos. Para o produtor Eduardo Verástegui, quando a criança sabe que seu pai está em perigo, ele imaginará o impossível para trazê-lo de volta para casa.

Não distinguir inimigos: Pepper vê seu pai ir para a Segunda Guerra Mundial. O ódio contra os japoneses na América era generalizado, mas não para o garoto. No mundo adulto há guerras, mas não no das crianças, e Pepper descobre que nem todos os japoneses querem machucá-lo, algo que o fará enfrentar sua própria família e as pessoas do povoado onde vive.

Transformar os outros: Verástegui disse em uma coletiva de imprensa, que as crianças são totalmente dependentes dos adultos, e sua única ferramenta é a imaginação. Pepper ocupa a mente para tentar convencer a todos que tem uma habilidade especial para fazer coisas acontecerem. No início, tiram sarro de suas intenções, no entanto, sua perseverança acaba transformando gradualmente a mentalidade das pessoas ao seu redor.

Perdão: Pepper é atacado por seu irmão e por algumas crianças, que o provocam. No entanto, ele continua com seu objetivo, que é trazer o pai de volta. O perdão é motivado principalmente pelo padre Oliver (Tom Wilkinson), que pede ao menino que complete uma lista “ancestral” que inclui valores como a capacidade de perdoar, ajudar, e amar os outros.

Boas vibrações e sorte: o protagonista Jakob Salvati foi acompanhar seu irmão Joshua no teste para interpretar Pepper, que teve quase 1000 crianças participantes. Quando Joshua terminou a sua audição, o diretor Alejandro Gomez Monteverde viu Jakob fazendo piadas e brincando, e pediu aos pais se podia testá-lo. Após nove testes, o garoto ganhou o papel.

da Redação A Toupeira

Filed in: Cinema Tags: , , ,

You might like:

“O melhor está por vir” ganha pôster nacional “O melhor está por vir” ganha pôster nacional
Max Prime estreia nova série original de drama “Quarry” Max Prime estreia nova série original de drama “Quarry”
“Mate-me por favor” ganha pôster oficial e trailer “Mate-me por favor” ganha pôster oficial e trailer
Editora Record lança “O ar que ele espira”, romance de Brittainy C. Cherry Editora Record lança “O ar que ele espira”, romance de Brittainy C. Cherry
© 2775 AToupeira. All rights reserved. XHTML / CSS Valid.
Proudly designed by Theme Junkie.