“Coringa” se torna a maior bilheteria brasileira da Warner Bros. Pictures

Desde sua impressionante estreia no início de outubro, “Coringa”, da Warner Bros. Pictures, Village Roadshow Pictures e BRON Creative, tem feito história no Brasil, atingindo a bilheteria de R$ 152.7 milhões arrecadados e levando 9.5 milhões de espectadores ao cinema em todo o país. Os números transformam o filme na maior bilheteria e público da Warner Bros. Pictures em território nacional.

Já em sua estreia, o longa conquistou a marca da maior abertura de outubro de todos os tempos no mercado brasileiro, assim como a maior abertura de um filme em 2D. Desde então, só cresceu e quebrou recordes atrás de recordes no país, incluindo a maior bilheteria de um filme da Warner, de um filme da DC e de um longa para maiores de 16 anos. Também se tornou o terceiro maior de 2019, o terceiro maior filme de super-heróis de todos os tempos e o quarto maior da indústria cinematográfica.

Dirigido por Todd Phillips e com Joaquin Phoenix e Robert De Niro no elenco, o longa continua em cartaz nos cinemas brasileiros.

Sobre o filme

“Coringa”, do diretor Todd Phillips, é uma história original e fictícia sobre o icônico vilão nunca antes vista no cinema. A versão de Phillips sobre Arthur Fleck, interpretado de maneira memorável por Joaquin Phoenix, mostra um homem lutando para se integrar à sociedade despedaçada de Gotham.

Trabalhando como palhaço durante o dia, ele tenta a sorte como comediante de stand-up à noite, mas descobre que a piada é sempre ele mesmo.

Preso em uma existência cíclica, oscilando entre a realidade e a loucura, Arthur toma uma decisão equivocada que causa uma reação em cadeia, com consequências cada vez mais graves e letais, nesta exploração ousada do personagem.

da Redação A Toupeira

Filed in: Cinema

You might like:

Coleção de Magic: The Gathering inspirada na mitologia grega é revelada durante o The Game Awards Coleção de Magic: The Gathering inspirada na mitologia grega é revelada durante o The Game Awards
Crítica: “Entre Facas e Segredos” Crítica: “Entre Facas e Segredos”
Crítica: “Brincando com Fogo” Crítica: “Brincando com Fogo”
Crítica: “Crime Sem Saída” Crítica: “Crime Sem Saída”
© 2019 AToupeira. All rights reserved. XHTML / CSS Valid.
Proudly designed by Theme Junkie.