Crítica: “A Sogra Perfeita”

Assim como acontece com várias histórias, tornou-se convencional (mas não uma regra unânime) associar a figura da sogra a de alguém pouco amistoso. Que se preocupa com a felicidade de seus filhos, mas nem sempre respeita as escolhas deles, muitas vezes até mesmo criando empecilhos para que iniciem suas vidas ao lado de outras pessoas, tamanho o ciúme que sentem.

É uma inversão total dessa perspectiva o que nos apresenta a comédia nacional “A Sogra Perfeita”, cuja trama passada na Vila Cleyde (bairro fictício na Zona Leste de São Paulo), tem como protagonista Neide (Cacau Protásio), uma bem-sucedida proprietária de Salão de Beleza que, prestes a completar 45 anos, está ansiosa para que seu filho caçula, Fábio Júnior (Luis Navarro) saia de casa, para, enfim, aproveitar sua liberdade – uma vez que é divorciada e seu filho mais velho já se casou.

Em contrapartida, aos 27 anos, o rapaz não parece nem um pouco disposto a perder as “mordomias” que tem morando com a mãe – algumas, ultrapassando a barreira do absurdo ao pensarmos se tratar de um homem feito, não mais uma criança (nem mesmo um adolescente).

Consciente de que esperar por uma atitude do filho é perda de tempo, Neide coloca em ação um plano mirabolante, tendo como “cúmplices” na missão, seus dois funcionários / amigos Sheila (Evelyn Castro) e Eddy (Rodrigo Sant’Anna). O trio será responsável por transformar a recém-chegada à cidade e nova recepcionista do salão, Ciléia (Polliana Aleixo), na “mulher perfeita” para Fábio Júnior.

Tal ideia visa promover o encontro dos jovens, a fim de supostamente, despertar um sentimento que pudesse tirar o rapaz da estagnação em que vive sob os cuidados maternos. Ainda que o conceito de quase obrigar alguém a tomar uma decisão possa não ser muito louvável, as atitudes de Neide em tela são divertidas em sua essência e é todo o exagero da narrativa que a torna tão interessante do início ao fim.

O que parece ter sido um plano infalível pode cair por terra quando Neide ouve parte de uma conversa entre seu ex-marido Jailson (André Mattos) e Ciléia e passa a questionar as reais intenções da, até que se prove o contrário, ingênua moça. Teria a protagonista cometido um erro ao trazê-la de forma tão repentina para dentro de sua família?

Todo desenrolar do roteiro escrito por Flávia Guimarães e Bia Crespo funciona de forma ainda mais efetiva, graças ao nítido entrosamento do elenco e ao talento individual de cada um. Já nas primeiras cenas, é possível perceber que Cacau Protásio conseguiu o imprescindível feito de desvencilhar – se da personagem que talvez seja seu trabalho mais lembrado (a Teresinha do seriado “Vai que Cola”), o que faz de Neide uma figura independente e que tem méritos próprios para cativar o espectador.

Dirigida por Cris D’Amato, “A Sogra Perfeita” entrega ótimos momentos de diversão. Com personagens marcantes e várias subtramas passíveis de desenvolvimento posterior, o longa demonstra potencial para cair nas graças do público e gerar bons frutos no futuro – seja na forma de uma continuação nos cinemas ou até mesmo como série televisiva.

por Angela Debellis

*Título assistido em Cabine de Imprensa Virtual promovida pela Paris Filmes.

Filed in: Cinema

You might like:

Prime Video lança trailer oficial e data de lançamento da segunda temporada de “Star Trek: Picard” Prime Video lança trailer oficial e data de lançamento da segunda temporada de “Star Trek: Picard”
Disney cria Exposição Imersiva do filme “O Beco do Pesadelo” no Shopping Frei Caneca Disney cria Exposição Imersiva do filme “O Beco do Pesadelo” no Shopping Frei Caneca
Paris Filmes divulga novo pôster nacional do anime “Belle” Paris Filmes divulga novo pôster nacional do anime “Belle”
Bolo Sonho de Limão é a dica da Castelo Alimentos Bolo Sonho de Limão é a dica da Castelo Alimentos
© AToupeira. All rights reserved. XHTML / CSS Valid.
Proudly designed by Theme Junkie.