Crítica: “O Homem que viu o Infinito”

 

ohomemqueviuoinfinito_posterA trama de “O Homem que viu o Infinito” (The Man who knew Infinity) é baseada no livro “The Man who knew Infinity: A Life of the Genius Ramanujan”, de Robert Kanigel e conta a trajetória do matemático indiano Srinivasa Ramanujan (Dev Patel, de “Chappie”). Ele vive em um local pobre da Índia e tem um grande sonho: publicar suas teorias e transformar o mundo.

O jovem não tem estudos, mas é um verdadeiro gênio da matemática e luta diariamente para ser reconhecido e alcançar seus objetivos. Com muito esforço, ele consegue que uma de suas cartas chegue até o Professor de Matemática da Universidade de Cambridge, Godfrey Harold Hardy (Jeremy Irons, de “Raça”), que por influência de seu grande amigo Littlewood (Toby Jones, de “Alice através do Espelho”), chama Ramanujan para ir até à Universidade.

Ele deixa sua mãe e esposa para ir em busca de uma melhoria de vida e, no futuro, promete voltar para buscar seu grande amor. Logo no início, já sofre muitos preconceitos por ser indiano e não ter nenhum estudo, passa por várias humilhações, mas nada faz com que desista.

Seu tutor Hardy, é um homem ateu que acredita apenas naquilo que tenha provas. Por isso, ele pede a Ramanujan que prove as suas teorias, senão elas não poderão ser publicadas. Mas o jovem utiliza a sua fé para desenvolver todas as fórmulas e garante que as recebe através de sonhos.

Ao longo do filme, os dois passam dias estudando e desenvolvem uma amizade. O conceito de tudo que Hardy acreditava começa a mudar e ele enxerga o protagonista como um verdadeiro gênio. Juntos, eles analisam várias teorias dos números primos e esclarecem os mistérios dos buracos negros. Suas descobertas foram de uma extrema importância e são utilizadas até o dia de hoje.

O longa é um pouco parado no começo, porém após a viagem de Ramanujan, fica interessante. A maneira como o rapaz se baseia em sua fé para explicar as teorias é muito emocionante e faz com todos fiquem surpresos e quase sem acreditar que aquilo era possível.

por Thais Lopes – especial para A Toupeira

Filed in: Cinema Tags: , , , ,

You might like:

Crítica: “Lembranças de um Amor Eterno” Crítica: “Lembranças de um Amor Eterno”
Romance “Amor Eterno” tem pôster e trailer divulgados Romance “Amor Eterno” tem pôster e trailer divulgados
Assista ao trailer de “O Homem que viu o Infinito”, com Jeremy Irons Assista ao trailer de “O Homem que viu o Infinito”, com Jeremy Irons
Assista aos depoimentos do elenco de “Raça” Assista aos depoimentos do elenco de “Raça”
© 1148 AToupeira. All rights reserved. XHTML / CSS Valid.
Proudly designed by Theme Junkie.