Crítica: “O Quebra-Nozes e os Quatro Reinos”

Com “O Quebra-Nozes e os Quatro Reinos” (The Nutcracker and the Four Realms), a Disney se antecipa com uma produção de clima natalino, claramente destinada aos mais jovens. Com uma parte visual impressionante, o filme deixa um pouco a desejar no quesito trama.

O longa, razoavelmente curto, mostra a saga de Clara (Mackenzie Foy) para encontrar a chave do objeto em forma de ovo que herdou de sua mãe. Durante uma festa de Natal na mansão de seu padrinho Drosselmeyer (Morgan Freeman) – o criador do tal artefato -, Clara descobre o universo dos Quatro Reinos, em que sua mãe era Rainha. Lá a jovem entra em uma clássica jornada do herói em que a chave que busca também é crucial pra salvar os reinos.

Com figurinos belíssimos e a deslumbrante fotografia produzida por Linus Sandgrem pode-se dizer que tecnicamente o filme é impecável. No entanto o roteiro e a direção não fazem jus ao texto original de E. T. A Hoffman e ao balé de Tchaikovsky. Apesar de temas interessantes como autoconhecimento, benevolência e luto, o longa os apresenta de forma batida sem tempo suficiente pra desenvolver os personagens de forma merecida.

Mesmo as personagens Fada Plum (Keira Knightley) e Mother Ginger (Helen Mirren), vistas com grande destaque nos materiais de divulgação antes da estreia nos cinemas, não são devidamente aproveitadas. Ainda assim, a produção mostra-se capaz de arrancar sorrisos com as participações do Rei Rato e do Capitão Phillip (Jayden Fowora-Knight), o Quebra-Nozes do título.

Apesar de deixar a desejar em alguns quesitos, a trilha sonora de James Newton Howard não é um deles e surge de maneira eficiente quando utilizada. Embora não traga de fato nenhuma inovação, “O Quebra-Nozes e os Quatro Reinos” pode ser uma boa pedida pra quem já quer entrar no clima das festas de final de ano assistindo a um título de teor natalino visualmente Fascinante. Vale ainda destacar outro ponto positivo, que são os bailarinos vistos durante os créditos finais, a maior referência ao clássico balé de Tchaikovsky.

por Isabella Mendes – especial para A Toupeira

Filed in: Cinema

You might like:

“O Rei Leão” se torna a 10ª maior bilheteria do cinema “O Rei Leão” se torna a 10ª maior bilheteria do cinema
“Friends” é o tema da nova edição da Casa Warner “Friends” é o tema da nova edição da Casa Warner
Ragazzo lança promoção com pratos clássicos da rede pelo preço de lanches Ragazzo lança promoção com pratos clássicos da rede pelo preço de lanches
Divulgado pôster oficial de “Os Parças 2” Divulgado pôster oficial de “Os Parças 2”
© 2019 AToupeira. All rights reserved. XHTML / CSS Valid.
Proudly designed by Theme Junkie.