Crítica: “Piper”

Piper Crítica

Ao chegar à sala de cinema para exibição de alguma animação da Disney Pixar, já é padrão os espectadores começarem a se encantar com os curtas-metragens que antecedem o longa em si.

Com a estreia de “Procurando Dory” não foi diferente e, “Piper” consegue a façanha de ser uma das produções mais encantadoras de todos os tempos.

Com apenas 6 minutos de duração, a trama nos apresenta um filhote de pássaro que está na complicada fase de aprender a buscar seu próprio alimento – no caso, pequeninos moluscos que devem ser capturados na areia da praia em que o protagonista vive com sua mãe.

O problema é que o pequenino não conhecia o poder das ondas quando a maré sobe e, ao quase se afogar, fica com medo de retornar ao ponto em que as conchinhas se encontram, mesmo vendo a destreza dos outros pássaros e com todo apoio da mãe.

A descoberta de novas possibilidades, o momento em que se atravessa a fina linha que transforma filhotes em jovens independentes, tudo é mostrado de maneira tão delicada e eficaz, que, mesmo em tão pouco tempo na tela é possível se emocionar com a beleza da produção.

E pensar que, logo após o término do curta ainda será o momento de acompanhar a jornada de uma peixinha que, mesmo quando a vida decepciona, continua a nadar…

Imperdível.

por Angela Debellis

Filed in: Cinema Tags: , , , ,

You might like:

TV Cultura exibe especiais de “Thomas e Seus Amigos” TV Cultura exibe especiais de “Thomas e Seus Amigos”
Assista ao making of de “Kubo e as Cordas Mágicas” Assista ao making of de “Kubo e as Cordas Mágicas”
Crítica: “Cegonhas – A história que não te contaram” Crítica: “Cegonhas – A história que não te contaram”
Crítica: “Pets – A Vida Secreta dos Bichos” Crítica: “Pets – A Vida Secreta dos Bichos”
© 3075 AToupeira. All rights reserved. XHTML / CSS Valid.
Proudly designed by Theme Junkie.