Crítica: “Scoobynatural” (por uma fã de Supernatural)

Sou apaixonada por Supernatural desde sempre. Posso dizer que é a série da minha vida, meu amor eterno.

Scoobynatural veio para dar leveza à 13ª temporada, que mesmo eu amando a série, tenho que confessar que não estou muito animada desde a temporada passada.

O encontro dos irmãos Winchester (Dean e Sam, interpretados por Jensen Ackles e Jared Padaleck, respectivamente) com a turma do Scooby-Doo já era esperado desde a longínqua segunda temporada de Supernatural e foi muito bem feito.

A produção tem toda a essência ingênua do desenho, os bordões, o Scooby e o Salsicha medrosos com as questões mais sérias e sobrenaturais da série. O enredo claramente foi feito para tentar satisfazer os gostos dos dois fandons, sem deixar nada a desejar.

Destaque para o fato de Sam e Dean não permitiram que a turma do Scooby entrasse em uma crise existencial pelo fato de descobrirem que fantasmas realmente existem e mantiveram toda a doçura que eles mereciam.

Antes do episódio estrear, eu li muitas críticas sobre a animação estar feia, sobre os meninos (Sam e Dean) não se parecerem com eles mesmos, etc. Na minha opinião, eles foram feitos nos mesmos moldes do desenho de Hanna-Barbera, o que não poderia ser mais perfeito.

Aviso de SPOILER (levinho, mas leia por sua conta e risco!): Só ficou faltando o beijinho do Dean na Daphne, mas quem se deu bem mesmo foi a Velma com o Sam!

No final, Dean falando “Scooby Doo Be Doo” foi impagável!

Enfim, episódio maravilhoso, assim como Supernatural e Scooby-Doo devem ser.

por Amanda de Cillo – especial para a A Toupeira

 

Filed in: TV

You might like:

Culturama lança “O Essencial do Zé Carioca: Celebrando os 80 Anos da sua Estreia” na Bienal Culturama lança “O Essencial do Zé Carioca: Celebrando os 80 Anos da sua Estreia” na Bienal
“Minions 2: A Origem de Gru” é a maior abertura de animação dos últimos dois anos “Minions 2: A Origem de Gru” é a maior abertura de animação dos últimos dois anos
“Origami”, livro de Maíra Carvalho, ganha sessão de autógrafos na Bienal do Livro “Origami”, livro de Maíra Carvalho, ganha sessão de autógrafos na Bienal do Livro
Grace Gianoukas comemora 40 anos de carreira com o Espetáculo “Grace Em Revista” Grace Gianoukas comemora 40 anos de carreira com o Espetáculo “Grace Em Revista”
© AToupeira. All rights reserved. XHTML / CSS Valid.
Proudly designed by Theme Junkie.