Crítica: Show “Problema Meu”, de Clarice Falcão

Crédito: Lucas Bori

A cantora Clarice Falcão se apresentou na noite de ontem, 22 de junho, no palco da Casa Natura Musical, em São Paulo. O espetáculo faz parte de sua atual turnê, Problema Meu.

O show contou com uma mistura do seu recente álbum – que dá nome à turnê – lançado em fevereiro de 2016, com o anterior, Monomania (de 2013). Clarice esbanjou simpatia e maturidade. Nesse novo álbum, ela deixa um pouco de lado a garota apaixonada e dá espaço para uma mulher madura e bem posicionada, como mostra a canção Problema Meu e até mesmo o cover de Survivor, sucesso global do grupo Destiny’s Child.

A cantora é surpreendentemente expressiva e faz com que você sinta o que ela quer dizer com cada música. Em Se esse bar fechar, por exemplo, é fácil imaginá-la sozinha em um bar esperando por um rapaz que marcou e não apareceu. Assim como em Como é que eu vou dizer que acabou?, quando ela cria um diálogo para explicar um término em que não se sabe o que dizer. Já em Irônico, você se sente novamente na época de carnaval.

O público que gosta de seu trabalho é tranquilo e acompanha o ritmo, sempre cantando todas as músicas e dançando do início ao fim da apresentação. Muitos são jovens, a maioria casais, mas também é perceptível que há também fãs mais idosos curtindo o momento.

Clarice é engraçada, faz trocadilhos e deixa claro seu posicionamento. Do título auto imposto de feminista, ao cover de Eu sou Stefhany, (lembra-se daquela do CrossFox?), a presença do cantor Tim Bernardes também foi um ponto importante da noite, quando junto à interprete cantou três músicas, entre elas, Eu me lembro.

A faixa escolhida para o encerramento foi Vagabunda e todos que estavam presentes no local vibraram pedindo mais. Para quem ainda não conhece Clarice Falcão, vale a pena prestigiar um de seus shows e aproveitar para explorar mais esse álbum tão maduro. A verdade é que atualmente contamos com ótimas cantoras solo e Clarice é uma delas.

por Elizandra Germano – especial para A Toupeira

Filed in: De tudo um pouco, Direto da Toca

You might like:

Culturama lança “O Essencial do Zé Carioca: Celebrando os 80 Anos da sua Estreia” na Bienal Culturama lança “O Essencial do Zé Carioca: Celebrando os 80 Anos da sua Estreia” na Bienal
“Minions 2: A Origem de Gru” é a maior abertura de animação dos últimos dois anos “Minions 2: A Origem de Gru” é a maior abertura de animação dos últimos dois anos
“Origami”, livro de Maíra Carvalho, ganha sessão de autógrafos na Bienal do Livro “Origami”, livro de Maíra Carvalho, ganha sessão de autógrafos na Bienal do Livro
Grace Gianoukas comemora 40 anos de carreira com o Espetáculo “Grace Em Revista” Grace Gianoukas comemora 40 anos de carreira com o Espetáculo “Grace Em Revista”
© AToupeira. All rights reserved. XHTML / CSS Valid.
Proudly designed by Theme Junkie.