Crítica: “Um Banho de Vida”

Exibido no Festival de Cannes 2018, fora da premiação e indicado ao César 2019 – premiação de cinema francês – como Melhor Filme, “Um Banho de Vida” (Le Grand Bain) é uma verdadeira obra-prima, e é uma felicidade que tenha chegado ao nosso país.

Tem uma trama tão envolvente e é baseado em fatos reais, o que torna o longa ainda melhor; é um título otimista, e é fato que enredos assim são necessários e bem-vindos em muitos momentos.

O filme conta a história de alguns homens com idades entre 38 e 42 anos, que têm em comum uma vida fracassada, mas que encontram uma válvula de escape de suas frustrações no Nado Sincronizado, com a ajuda de duas ex-campeãs que também tem um passado conturbado.

A obra fala de assuntos como depressão, estresse, traumas psicológicos, dramas familiares e problemas com álcool de uma forma muito sensível, e do jeito que elas são, mostrando um quadro verossímil e que convence o espectador.

Há uma mensagem de superação, a ideia de que há uma saída, que as coisas têm como melhorar, que você pode vencer mesmo quando todos ao seu redor dizem que não, quando não acreditam em seu potencial.

Não importa se todos não acreditam no seu sonho, se você acredita, isso já é o suficiente. Que nem sempre você precisa de sucesso ou fama para ser feliz fazendo o que faz. Que todos os dias poder fazer aquilo que gosta com prazer vale mais: sua felicidade, sua liberdade valem mais.

O roteiro de Gilles Lellouche (que também está a frente da direção) mostra que muitas vezes o desânimo pode ser provocado por sua própria família, aqueles que deveriam apoiá-lo em todos os momentos, mas não o fazem. E faz questão de reforçar a ideia de que não é necessário ficar provando nada a ninguém a não ser você mesmo.

O resultado final da obra é sensacional. Durante seus 118 minutos de duração, o público será capaz de dar boas gargalhadas e, em alguns momentos até mesmo chorar, assim como será fácil se pegar comemorando junto com os personagens todas suas vitórias. As excelentes atuações aliam-se à fotografia muito bem-feita e a uma trilha sonora de aspecto bem jovial.

Corra para o cinema mais próximo. A experiência de assistir a “Um Banho de Vida” na telona vale muito a pena.

por Amanda Mendes – especial para A Toupeira

*Filme assistido durante Cabine de Imprensa promovida pela Pagu Pictures.

Filed in: Cinema

You might like:

Assista à versão dublada do trailer final de “Toy Story 4” Assista à versão dublada do trailer final de “Toy Story 4”
HBO divulga teaser e imagens da nova série ‘His Dark Materials’ HBO divulga teaser e imagens da nova série ‘His Dark Materials’
Trilha sonora de “Aladdin” conta com versão da Banda Melim para “Um Mundo Ideal” Trilha sonora de “Aladdin” conta com versão da Banda Melim para “Um Mundo Ideal”
“Aladdin”: Saiba mais sobre a Princesa Jasmine e confira produtos temáticos “Aladdin”: Saiba mais sobre a Princesa Jasmine e confira produtos temáticos
© 3100 AToupeira. All rights reserved. XHTML / CSS Valid.
Proudly designed by Theme Junkie.