Crítica: “Um Funeral em Família”

Apesar de ser um gênero bem flexível, títulos de comédia não costumam ganhar minha atenção de imediato, seja porque contam com piadas em sua maioria sem graça, ou são de alguma forma ofensiva.

Quando vi o trailer de “Um Funeral em Família” (A Madea Family Funeral), lembrei-me de “Um Funeral Muito Louco” (de 2004), tanto que cheguei a pensar que o longa seria uma versão com elenco negro do mesmo roteiro. Mas fui totalmente surpreendida.

O filme é muito bom e diferente do citado acima. E o melhor: tem diálogos que fazem dar altas gargalhadas – apesar de algumas partes serem muito maçantes, e um pouco forçadas demais. Há cenas que são cansativas, é verdade, e o abuso de insinuação sexual pode ser desanimador, se esse não for seu estilo. Mas se você gosta de uma comédia mais simplória, é uma ótima escolha.

O enredo foi o que mais me surpreendeu, não foi só um filme engraçado, com algumas piadas; também trata de temas sérios, como traição, casamento e família, de uma forma sensível e com seriedade e consegue oferecer uma reflexão muito madura sobre esses assuntos.

Nos Estados Unidos, esse é o décimo primeiro – e último – episódio de uma longa franquia envolvendo Madea (interpretada por Tyler Perry, também responsável pelo roteiro e direção), a personagem pobre, estereotipada e de um linguajar chulo, com tendências a brigas barulhentas e amor pela comida.  Apesar da vasta lista de antecessores, o longa pode ser assistido individualmente, sem ligação com os outros capítulos.

Em termos técnicos, a produção perde muito. Maquiagem muito óbvia e cheia de enchimentos, além do fato de Tyler Perry interpretar três personagens diferentes, o que acaba fazendo com que os cortes sejam simples e desleixados.

Outra coisa que me incomodou um pouco também foi a parte sonora. Quando as cenas se passam na rua, é tudo muito silencioso, não tem barulhos de carros, ou pessoas, indicando uma realidade. Tudo é muito parado, como se a ação se passasse no interior de um grande estúdio.

Ainda que não possa ser considerada uma grande produção, é uma excelente escolha para o espectador que gosta desse tipo de comédia e que procura algo para assistir quando quer relaxar e dar algumas risadas depois de um dia cansativo.

por Amanda Mendes – especial para A Toupeira

*Longa assistido durante Cabine de Imprensa realizada pela Paris Filmes.

Filed in: Cinema

You might like:

“The Lighthouse” é eleito pela crítica o melhor filme da Quinzena dos Realizadores do Festival de Cannes “The Lighthouse” é eleito pela crítica o melhor filme da Quinzena dos Realizadores do Festival de Cannes
Arno traz para sua mesa um delicioso Bolinho de Arroz Recheado de Muçarela Arno traz para sua mesa um delicioso Bolinho de Arroz Recheado de Muçarela
Game inspirado em torneio mundial de Neymar Jr garante encontro com o craque Game inspirado em torneio mundial de Neymar Jr garante encontro com o craque
Escape Hotel reduz o valor de entrada para partidas na sala “Perdidos no Espaço” Escape Hotel reduz o valor de entrada para partidas na sala “Perdidos no Espaço”
© 2019 AToupeira. All rights reserved. XHTML / CSS Valid.
Proudly designed by Theme Junkie.