Direto da Toca: Capital paulista recebeu o lançamento do livro “VHS: Verdadeiras Histórias de Sangue”

Um dos gêneros mais aclamados quando pensamos em cinema, é o terror / horror. Assim também quando nos referimos a obras literárias, que têm no assunto uma fonte muito próspera para a criação dos mais diversos contos e narrativas.

Na noite de ontem, 27 de novembro, a capital paulista foi palco do lançamento do novo trabalho do autor Cesar Bravo, “VHS: Verdadeiras Histórias de Sangue”, que já está em pré-venda no site da Editora DarkSide Books, com previsão de disponibilidade para o público a partir de 03 de dezembro.

Em seu segundo trabalho com a editora (o primeiro foi “Ultra Carnem”, lançado em 2016), Cesar celebra o período entre 1985 e 1995 através de contos que surgem como uma homenagem à época em que idas às locadoras de vídeo em busca de fitas de VHS eram uma espécie de “ritual” semanal e faziam parte do cotidiano de quem tinha amor pelo cinema.

Para tornar a experiência do lançamento ainda melhor, o evento aconteceu justamente na locadora Vídeo Connection – localizada no histórico Edifício Copan, em pleno coração de São Paulo, que ganhou uma decoração exclusiva para a ocasião.

Embora pareça improvável à primeira vista, através da nostalgia, o estabelecimento resiste bravamente à onda crescente da modernidade – em forma de plataformas de streaming – que viabiliza ao público maneiras de assistir aos mais diversos conteúdos de forma cada vez mais prática.

O autor foi bastante solícito com a Imprensa e contou que seu interesse por obras de terror começou ainda na infância, mesmo que nem sempre compreendesse as temáticas das produções por sua pouca idade e inexperiência. Também falou sobre a gama de possibilidades que o gênero possibilita através da pesquisa de inúmeros assuntos simultaneamente.

Ao listar seus autores favoritos e possíveis influências em seu trabalho, Cesar demonstrou grande paixão pelos clássicos, destacando nomes como Edgar Allan Poe e H. P. Lovecraft; quanto a profissionais mais contemporâneos, a lembrança ficou para profissionais marcantes como Stephen King (que, inclusive, está com a adaptação cinematográfica de “Doutor Sono” em cartaz no Brasil) e Clive Barker.

Confira, em breve, a resenha de “VHS: Verdadeiras Histórias de Sangue”, aqui no site.

Crédito das fotos: Ícaro Marques.

por Angela Debellis

Filed in: Direto da Toca, Livros

You might like:

Confira o novo vídeo de bastidores de “007 – Sem Tempo Para Morrer” Confira o novo vídeo de bastidores de “007 – Sem Tempo Para Morrer”
Em novo vídeo, Cillian Murphy revela ter ficado impressionado com ‘Um Lugar Silencioso’ Em novo vídeo, Cillian Murphy revela ter ficado impressionado com ‘Um Lugar Silencioso’
NOW dá dicas para curtir o Carnaval NOW dá dicas para curtir o Carnaval
Crítica: “Dolittle” Crítica: “Dolittle”
© 2020 AToupeira. All rights reserved. XHTML / CSS Valid.
Proudly designed by Theme Junkie.