Direto da Toca: Capital paulista recebeu o lançamento do livro “VHS: Verdadeiras Histórias de Sangue”

Um dos gêneros mais aclamados quando pensamos em cinema, é o terror / horror. Assim também quando nos referimos a obras literárias, que têm no assunto uma fonte muito próspera para a criação dos mais diversos contos e narrativas.

Na noite de ontem, 27 de novembro, a capital paulista foi palco do lançamento do novo trabalho do autor Cesar Bravo, “VHS: Verdadeiras Histórias de Sangue”, que já está em pré-venda no site da Editora DarkSide Books, com previsão de disponibilidade para o público a partir de 03 de dezembro.

Em seu segundo trabalho com a editora (o primeiro foi “Ultra Carnem”, lançado em 2016), Cesar celebra o período entre 1985 e 1995 através de contos que surgem como uma homenagem à época em que idas às locadoras de vídeo em busca de fitas de VHS eram uma espécie de “ritual” semanal e faziam parte do cotidiano de quem tinha amor pelo cinema.

Para tornar a experiência do lançamento ainda melhor, o evento aconteceu justamente na locadora Vídeo Connection – localizada no histórico Edifício Copan, em pleno coração de São Paulo, que ganhou uma decoração exclusiva para a ocasião.

Embora pareça improvável à primeira vista, através da nostalgia, o estabelecimento resiste bravamente à onda crescente da modernidade – em forma de plataformas de streaming – que viabiliza ao público maneiras de assistir aos mais diversos conteúdos de forma cada vez mais prática.

O autor foi bastante solícito com a Imprensa e contou que seu interesse por obras de terror começou ainda na infância, mesmo que nem sempre compreendesse as temáticas das produções por sua pouca idade e inexperiência. Também falou sobre a gama de possibilidades que o gênero possibilita através da pesquisa de inúmeros assuntos simultaneamente.

Ao listar seus autores favoritos e possíveis influências em seu trabalho, Cesar demonstrou grande paixão pelos clássicos, destacando nomes como Edgar Allan Poe e H. P. Lovecraft; quanto a profissionais mais contemporâneos, a lembrança ficou para profissionais marcantes como Stephen King (que, inclusive, está com a adaptação cinematográfica de “Doutor Sono” em cartaz no Brasil) e Clive Barker.

Confira, em breve, a resenha de “VHS: Verdadeiras Histórias de Sangue”, aqui no site.

Crédito das fotos: Ícaro Marques.

por Angela Debellis

Filed in: Direto da Toca, Livros

You might like:

Coleção de Magic: The Gathering inspirada na mitologia grega é revelada durante o The Game Awards Coleção de Magic: The Gathering inspirada na mitologia grega é revelada durante o The Game Awards
Crítica: “Entre Facas e Segredos” Crítica: “Entre Facas e Segredos”
Crítica: “Brincando com Fogo” Crítica: “Brincando com Fogo”
Crítica: “Crime Sem Saída” Crítica: “Crime Sem Saída”
© 2019 AToupeira. All rights reserved. XHTML / CSS Valid.
Proudly designed by Theme Junkie.