Direto da Toca: Fomos à Coletiva de Imprensa da 43ª Mostra Internacional de Cinema

No sábado (05), participamos de um evento voltado à imprensa para divulgação da 43ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo. Foram exibidos o longa “Parasita” (Parasite) de Bong Joon Hoe e o curta “NIMINC” de Yorgor Lanthimos, Estavam presentes para apresentação da Mostra a diretora Renata Almeida, Alê Youssef atual secretário de cultura, Laís Bodanzky presidente do SPCine, Professor Danilo Miranda diretor do SESC, além representantes do Instituto CPFL e do Itaú Cultural.

Há tempos não se falava tanto em ameaças à cultura. O setor audiovisual vem sendo atingido por todos os lados, leis de incentivo foram “reformuladas”, perdas de patrocínio do governo federal para produção e realização de festivais entre outros contratempos. E é no meio de tanta tensão que acontecerá a 43ª edição da Mostra de São Paulo entre os dias 17 e 30 de outubro.

A Mostra este ano não conta com um dos seus principais patrocinadores, a Petrobras, e com isso dispõe do forte – e tradicional – apoio da prefeitura de São Paulo. “A mostra acontecer na cidade ocupando espaços públicos é apostar na civilização contra a barbárie, é defender o áudio visual, é afirmar a importância da cultura, levantar uma bandeira pela liberdade de expressão e contra a censura”, declarou o secretário Alê Youssef.

Desde a 35ª edição da Mostra, o pôster de divulgação não é produzido por um artista brasileiro e desta vez a escolhida foi Nina Pandolfo, responsável pela arte tanto do pôster quanto da vinheta. O desenho tem a marca registrada da artista que são as garotas com olhos gigantes, muitas cores e imaginação.

Um detalhe interessante é que esse ano produções nacionais – ou com toque brasileiro – serão destaques. O filme de abertura será “Wasp Network” de Olivier Assayas, (em uma sessão para convidados no dia 16 de outubro no Auditório do Ibirapuera) é uma adaptação do livro “Os Últimos Soldados da Guerra Fria” de Fernando Morais. Já o de encerramento será “Dois papas” (The two Popes), produção internacional, porém com direção de Fernando Meirelles.

Vale lembrar que a 43ª edição da Mostra contará com cerca de 300 títulos de diversos países e as exibições serão feitas em 27 locais como CEUS, espaços culturais, museus e cinemas espalhados por São Paulo, querendo levar a experiência a todos os públicos, inclusive às periferias. “Este é um ano atípico, porém somente no patrocínio, mas não qualidade e quantidade das produções e no desejo das pessoas em assistirem”, disse Laís Bodanzky.

Outra novidade é que pela segunda vez graças à parceria entre o evento e a SPCine (Estatal do município com o objetivo de promover o desenvolvimento da indústria audiovisual paulistana) os filmes que serão exibidos durante a Mostra ficarão disponíveis no www.spcineplay.com.br, plataforma de streaming gratuita com abrangência nacional, possibilitando que um maior número de pessoas tenham acesso as produções.

Dentre as diversas homenagens a personalidades do audiovisual ocorrerá a exibição de “O Mágico de Oz” no vão livre do MASP, como tributo ao jornalista, crítico e cinéfilo Rubens Ewald Filho.

Em breve maiores detalhes sobre esse evento que promete movimentar muita informação, cultura e lazer aos paulistanos na segunda quinzena do mês de outubro.

Crédito das fotos: Carla Mendes.

por Carla Mendes – especial para A Toupeira

Filed in: Cinema, Direto da Toca

You might like:

Crítica: “Crime Sem Saída” Crítica: “Crime Sem Saída”
Crítica: “Finalmente Livres” Crítica: “Finalmente Livres”
Crítica: “Uma Mulher Alta” Crítica: “Uma Mulher Alta”
Confira novo trailer dublado e imagens do processo de dublagem de “Um Espião Animal” Confira novo trailer dublado e imagens do processo de dublagem de “Um Espião Animal”
© 2019 AToupeira. All rights reserved. XHTML / CSS Valid.
Proudly designed by Theme Junkie.