Direto da Toca: Fomos à Coletiva de Imprensa de “Maria do Caritó”

Crédito: Victória Profirio

Na tarde de hoje, 21 de outubro, comparecemos à Coletiva de Imprensa do filme “Maria do Caritó”. O evento ocorreu logo após a exibição do longa para jornalistas e contou com a presença do diretor João Paulo Jabur, os roteiristas Newton Moreno e José Carvalho, os produtores Elisa Tolomelli e José Alvarenga Jr., os atores Leopoldo Pacheco, Gustavo Vaz, Fernando Sampaio, além das atrizes Kelzy Ecard e Lilia Cabral, que também atuou como coprodutora.

“Maria do Caritó” conta a história de uma mulher, cujo sonho é encontrar seu verdadeiro amor, porém, ela foi prometida a um Santo logo após seu nascimento, devido a complicações no parto. Com a chegada de um circo na cidade, Maria (Lilia Cabral) acredita ter encontrado seu noivo e a inspiração para tentar algo fora de sua realidade.

Ao ser questionado sobre a influência da Literatura de Cordel no roteiro, Newton Moreno relembrou que o longa é baseado em sua peça teatral, e que na verdade, a inspiração foi a sua primeira experiência estética em relação ao circo, como se o picadeiro fosse um convite para ser artista, e que isso reascendia suas lembranças em sua cidade natal, no interior de Pernambuco.

José Carvalho complementou a fala de Newton, explicando que tanto o circo, quanto o melodrama são derivados da ópera, e embora poucos saibam, esta tem origem popular. Contou que a ideia de acrescentar um diálogo cantado ao longa é para que as pessoas iletradas também possam compreender, e a junção da obra circense com o drama é exatamente o que define o filme.

Lilia Cabral relatou um pouco sobre como foi o processo de decidir protagonizar Maria nos cinemas, anos após a homônima peça de teatro. Sempre questionada sobre a adaptação da obra para as telonas, desde o início foi muito reticente.

Ela explicou que quando viveu a personagem estava no auge de seus 50 anos, e por isso acreditava que deveria realizar um trabalho clássico. Um dos motivos pelo qual Lilia aceitou reproduzir a protagonista foi pelo desafio pessoal de romper barreiras e de fazer com que o público sentisse uma proximidade com o que ela estava representando.

A história é contada em um sertão imaginário, porém, existem algumas críticas políticas retratadas também de forma implícita em algumas cenas. Questionados se isso era algo intencional, Lilia Cabral e Leopoldo Pacheco, responderam que os problemas políticos sempre existiram e que a peça também tratava dessas opiniões.

João Paulo Jabur completou a fala dos atores explicando que apesar das críticas implícitas e explícitas, o longa é uma obra delicada, existe muita sinceridade e poesia nas questões abordadas. O elenco finalizou relembrando que a peça esteve em cartaz em 2010 e que as filmagens do longa começaram em 2017, e que isso só mostra o quanto esse ponto político tornou-se recorrente.

“Maria do Caritó” chega em 31 de outubro aos cinemas brasileiros. Confira nossa Crítica Completa na data de estreia.

por Victória Profirio – especial para A Toupeira

Filed in: Cinema, Direto da Toca

You might like:

Mulher-Maravilha é destaque em teaser e pôster de “Zack Snyder’s Justice League” Mulher-Maravilha é destaque em teaser e pôster de “Zack Snyder’s Justice League”
Orquestra Sinfônica Petrobrás terá concerto virtual com trilhas de cinema exibido no YouTube Orquestra Sinfônica Petrobrás terá concerto virtual com trilhas de cinema exibido no YouTube
The Flash é o personagem do dia em pôster individual e teaser temático de “Zack Snyder’s Justice League” The Flash é o personagem do dia em pôster individual e teaser temático de “Zack Snyder’s Justice League”
Escape 60 oferece o jogo on line “Bob Esponja e o Amuleto Perdido de Atlântida” gratuitamente Escape 60 oferece o jogo on line “Bob Esponja e o Amuleto Perdido de Atlântida” gratuitamente
© AToupeira. All rights reserved. XHTML / CSS Valid.
Proudly designed by Theme Junkie.