Direto da Toca: Fomos à Coletiva de Imprensa de “O Segredo de Davi”

Aconteceu na tarde de hoje, 13 de novembro, a Entrevista Coletiva de “O Segredo de Davi” após a exibição do filme para a imprensa. A produção conta a história de Davi, um jovem com vários problemas sociais e psicológicos, e sua escalada para o mundo do assassinato em série.

Na coletiva estavam presentes os atores Giselle de Prattes, Neusa Maria Faro, André Hendges e João Côrtes – Nicolas Prattes, que faz o protagonista, não pode estar presente devido a um problema com a chegada de seu voo. Também participaram do evento o diretor Diego Freitas, e o produtor Luciano Reck.

A entrevista circulou muito sobre a questão da pesquisa e do desenvolvimento do personagem Davi, do ponto de vista do roteiro. O diretor / roteirista Diego Freitas falou que apesar da inspiração inicial, o personagem adquiriu voz própria, misturando-se à sua própria pesquisa sobre os transtornos mentais que levaram aos assassinatos praticados pelo personagem.

Outro ponto levantado foi a ambiguidade da sexualidade do protagonista. Sobre isso Diego explicou que a própria intenção era se afastar da ideia de um estereotipo de sexualidade, retratando um despertar – ainda que tardio – desta no personagem, em meio ao seu frenesi de matança. Existem outras questões relativas a esta durante o filme, como a edipiana, que causa um impacto considerável no personagem, e que o diretor comentou como fundamental.

A questão estética foi muito importante durante a conversa com os jornalistas. Diego explicou que a ideia da direção de arte não era fazer um filme 100% realista, misturando passado com presente, para ampliar a sensação do local que se acha o personagem de Davi. A paleta de cores também é uma parte importante: as cores se transformam ao longo da narrativa e ocupam um papel como um motivo de cada personagem.

Os atores comentaram também sobre a construção de seus personagens, e suas relações entre atores e o diretor. João Côrtes contou que foi um dos primeiros a serem convidados para o filme. Seu papel, Caio, foi divertido de se fazer, através dele teve oportunidade de abordar temas sinistros, de maneira cômica e clara. Para sua preparação viveu entre pessoas mais próximas da personalidade do personagem, um envolvimento com um mundo mais underground, fixados por temas sinistros como drogas e morte.

João ainda colocou que por serem locais que normalmente não acessaria em sua vida, e apenas em poucos pontos de sua carreira, pôde ampliar muito seus horizontes, e que isso seria não somente para ele, mas para os outros também.

Neusa falou da questão da construção de seu papel, e que diferente de alguns atores, prefere se manter muito próximo à ideia do diretor, particularmente no caso de Diego que também é roteirista, de maneira que não utilizou materiais externos, com a personagem funcionando em função das ideias do diretor.

Por sua vez, as mudanças radicais da personagem – de apática e catatônica, para vivaz e altiva – foram certo desafio. Quando questionada sobre o fator macabro da personalidade, creditou a ele uma forte influência tais alterações.

Já André comentou sobre as diferenças entre este trabalho e seus anteriores. Acostumado a trabalhar em publicidade e peças de teatro, a mudança foi radical, em especial ao perceber como se davam os deslocamentos do set. Além disso, elogiou muito o diretor por manter a harmonia no set, e como ele conseguia conduzir todo o processo.

Por fim, Giselle falou sobre o fato de trabalhar com o próprio filho, Nicolas Prattes, em uma produção de um longa-metragem, e particularmente neste. Já tendo trabalhado com o filho em pelo menos dois espetáculos, Giselle manifestou uma grande alegria, ainda mais em um projeto pelo qual se mostrou apaixonada.

A atriz ainda acrescentou sobre a diferença de personalidade e interesses de Nicolas em relação ao personagem Davi: um bonzinho, enquanto o outro sinistro; um que não sabe usar muito celulares e computadores, enquanto o outro é um hacker completo.

“O Segredo de Davi” estreia dia 22 de novembro, data em que você confere nossa Crítica Completa.

Crédito das fotos: Ícaro Marques.

por Ícaro Marques – especial para A Toupeira

Filed in: Cinema, Direto da Toca

You might like:

Direto da Toca: Fomos à Coletiva de Imprensa de “Turma da Mônica – Laços” Direto da Toca: Fomos à Coletiva de Imprensa de “Turma da Mônica – Laços”
Havaianas mergulha no universo secreto dos brinquedos com “Toy Story 4” Havaianas mergulha no universo secreto dos brinquedos com “Toy Story 4”
Assista ao trailer oficial de “Aprendiz de Espiã” Assista ao trailer oficial de “Aprendiz de Espiã”
Lilia Cabral é solteirona que quer desencalhar no trailer de “Maria do Caritó” Lilia Cabral é solteirona que quer desencalhar no trailer de “Maria do Caritó”
© 2019 AToupeira. All rights reserved. XHTML / CSS Valid.
Proudly designed by Theme Junkie.