Direto da Toca: Será que libertamos a Loira do Banheiro do Escape Hotel?

Com as mais diversas – e bizarras – histórias de origem, “A Loira do Banheiro” tornou-se uma das lendas urbanas mais famosas entre os que gostam dos temas terror / suspense envolvendo fantasmas que assombram os vivos. E faz sucesso o suficiente para ser tema de inúmeras HQ’s, livros, contos, vídeos amadores, e agora, de uma sala especial no Escape Hotel.

O jogo de fuga acontece em um cenário que remete ao banheiro / vestiário de um colégio nos idos dos anos de 1970, quando a jovem estudante do ensino médio, Verônica, foi brutalmente assassinada no local. Segundo a história contada ainda no corredor externo – antes de entrar no cenário – a alma da garota permanece vagando por lá e caberá aos corajosos jogadores libertá-la.

Com uma riqueza incrível de detalhes , do cheiro característico de banheiros públicos a objetos de cena que fazem alusão à época em questão, a sala consegue proporcionar uma rápida imersão dos membros da equipe, que logo se veem no papel de investigadores que devem descobrir a identidade do responsável pelo crime.

Fiquei admirada com o leque de enigmas encontrado no ambiente, pois não imaginei que em um “simples banheiro” fosse possível inserir tantas pistas que levam a várias deduções ao longo do jogo. Com desafios bastante lógicos e lineares, nosso time formado por seis integrantes (a sala comporta até oito em cada partida) conseguiu encontrar um ritmo constante e adequado para que todos pudessem ser úteis em algum momento.

Sobre a dinâmica das pistas que podem ser solicitadas, agora são oferecidas duas possibilidades: Quatro dicas que podem ser solicitadas em qualquer momento pelos participantes, em qualquer momento do jogo ou uma a cada 10 minutos (mesmo sem que seja pedida). Nós optamos pelas quatro e achamos que isso facilitou muito a progressão de nossas atividades.

Como em todo bom escape que se preza, há surpresas inesperadas e até mesmo momentos que podem assustar os mais sensíveis (confesso que me espantei em duas ocasiões, que ao término da partida acabaram rendendo boas risadas).

Nós da Equipe Divertidos – Jogadores de Escapes Games conseguimos sair faltando exatos 5 minutos para o término do tempo e comemoramos muito mais um êxito em jogos de fuga. Mal podemos esperar pelas próximas aventuras!

Nosso agradecimento a todos os funcionários do Escape Hotel que mais uma vez nos receberam de braços abertos, dispostos a oferecer momentos de diversão e qualidade e a ouvir nossas opiniões e sugestões.

Ah! Em novembro acontecerá a inauguração de uma nova sala no local e assim que tivermos mais detalhes a respeito, contamos tudo (ou quase!) para vocês.

Para mais informações e reservas de salas, acesse: www.escapehotel.com.br.

por Angela Debellis

Filed in: Saia da Toca

You might like:

Editora Martin Claret anuncia títulos de lançamentos de janeiro e fevereiro Editora Martin Claret anuncia títulos de lançamentos de janeiro e fevereiro
Escape 60 inaugura nova sala “Cidade Fantasma – A Origem do Mal” Escape 60 inaugura nova sala “Cidade Fantasma – A Origem do Mal”
Direto da Toca: Encaramos os desafios da sala on line “A Mansão” da Escape Time Direto da Toca: Encaramos os desafios da sala on line “A Mansão” da Escape Time
Direto da Toca: Resenha do livro “Estou na Rede, Logo Existo” Direto da Toca: Resenha do livro “Estou na Rede, Logo Existo”
© 4706 AToupeira. All rights reserved. XHTML / CSS Valid.
Proudly designed by Theme Junkie.