Festa das Cerejeiras agita final de semana no Parque do Carmo

Muitos não sabem, mas Sakura é muito mais do que uma marca japonesa de produtos alimentícios.  Na verdade, é a árvore símbolo do Japão. Sua floração é comemorada como a chegada da primavera (Haru) e o fim do inverno (Fuyu).

Da árvore da cerejeira, as flores de Sakura surgem e provocam o tradicional “Hanami” (observação das flores), que faz com que grupos se formam embaixo das árvores e acompanham de perto o nascimento das pétalas rosadas que, ao caírem, é como se renovassem o corpo e alma.

Além de funcionar com uma espécie de calendário meteorológico, também é símbolo da felicidade na terra do Sol Nascente. Nas comemorações matrimoniais, por exemplo, é comum que os noivos bebam um chá com pétalas de Sakura – o sakaruayu – que proporcionará a felicidade no casamento.

A 30ª Festa das Cerejeiras do Parque do Carmo comemora justamente a florada do Jardim das Cerejeiras no Parque, saudando as árvores com shows e apresentação de danças típicas.

Neste dia, a comunidade oferece ao público oportunidade de conferir danças folclóricas japonesas, como Taikô e Taissô. Na culinária, não faltarão os pratos típicos como Udon, Yakissoba, Tempura, Dorayaki-Mandyu, além de outras iguarias brasileiras, como pastel e churrasco.

mini_cerejeiras

O parque do Carmo, localizado na região leste de São Paulo, abriga um bosque com cerca de 1200 pés de cerejeira, chamada Sakura pelos japoneses. Entre diversas variedades, predominam  Okinawa , Himalaia, Oshima e Yukiwari. No bosque também é possível apreciar outras árvores, como ipês branco e roxo, pinheiros japoneses, azaléias e a quase extinta  Meta Sekoia  espécie do Japão que foi considerada extinta no mundo e reapareceu na China, sendo então espalhada por diversas partes do mundo. São Paulo, através do Parque do Carmo, guarda com carinho exemplares deste belo espécime.

No ano de 1974 iniciava-se, no Parque do Carmo, o plantio de mudas de cerejeiras da espécie Sakura, trazidas de Campos do Jordão. Foi um grande desafio fazer vingar as cerejeiras nas condições climáticas da região. A associação de entidades nipo-brasileiras, a maioria delas localizada na Zona Leste de São Paulo e em outros municípios vizinhos, conseguiu cuidar do jardim do Parque. Três anos depois do plantio inicial aconteceu a 1ª Festa da Cerejeira em Flor. Com o passar do tempo, o Jardim das Cerejeiras recebeu outras qualidades de cerejeira.

A cada ano novas técnicas de cultivo são desenvolvidas, e o Jardim torna-se cada vez mais florido. A floração se processa em épocas de noites longas, mas o clima e a temperatura do inverno brasileiro fazem com que haja variação no período de florada e em sua qualidade. Todos os anos as cerejeiras floridas são motivo de grande festa.

Fonte: Secretaria do Verde e do Meio Ambiente.

Serviço:

30ª Sakura Matsuri

03 de agosto, das 9h às 16h

Parque do Carmo

Entrada Franca

Obs: Um ônibus sairá do terminal Corinthians Itaquera até o Parque do Carmo

da Redação A Toupeira

Filed in: Saia da Toca

You might like:

Confira o pôster nacional e o trailer oficial de “O Beco do Pesadelo” Confira o pôster nacional e o trailer oficial de “O Beco do Pesadelo”
Barbie estreia filme musical com duas protagonistas Barbie estreia filme musical com duas protagonistas
Star+: Tudo sobre “Y: The Last Man” Star+: Tudo sobre “Y: The Last Man”
“Scooby-Doo! Encontra Coragem” acaba de chegar às plataformas digitais “Scooby-Doo! Encontra Coragem” acaba de chegar às plataformas digitais
© AToupeira. All rights reserved. XHTML / CSS Valid.
Proudly designed by Theme Junkie.