Patrick Stewart e James McAvoy participam de Coletiva em São Paulo

Coletiva X-Men Dias de um Futuro EsquecidoE hoje o dia foi dos mutantes! A Equipe T esteve na Cabine de Imprensa de “X-Men: Dias de um Futuro Esquecido” e na Coletiva de Imprensa com James McAvoy e Patrick Stewart – intérpretes do Professor Charles Xavier.

Nossa Crítica Completa da nova aventura dos mutantes no cinema, você confere na data de estreia, 22 de maio, mas para deixar os fãs ainda mais ansiosos, podemos adiantar que é o filme é excepcional!

Agora, saiba o que aconteceu de mais legal na Coletiva com os atores, que estão em São Paulo como parte de um projeto global da Fox, o X-Men X-Perience, no qual o elenco será dividido em grupos para participar de diversos eventos de promoção do filme ao redor do mundo.

Patrick Stewart

Questionado sobre o motivo para ter aceitado o papel de Professor Xavier, o ator confessou ter relutado no início, pois havia se identificado muito com outro papel numa série de ficção científica (o Capitão Jean-Luc Picard, de “Star Trek – A Nova Geração”). Quem o convenceu a aceitar o desafio de dar vida ao mutante foi o diretor Bryan Singer, ao garantir que o longa (“X-Men – O Filme”, de 2000) seria diferente de outros filmes de ação. Sobre ter aprendido algo com o personagem, disse que assim como Xavier, sempre preferiu a diplomacia, mas que também tem consciência de que, às vezes, agir pode ser crucial.

Intérprete de dois papeis icônicos – Professor Xavier e Capitão Picard – Stewart afirmou que o que faz de alguém um grande líder é a capacidade de se colocar no lugar da outra pessoa, ver o mundo sob outro prisma. Se conseguir isso, existe a possibilidade de se chegar ao meio termo com seu oponente e encontrar a solução para as diferenças, mesmo no dia-a-dia.

Se pudesse voltar no tempo, daria um conselho muito simples para si mesmo mais jovem: -“Cara, divirta-se!”. Logo depois, refletiu sobre a capacidade de Xavier manter a fé na humanidade apesar de tudo que já aconteceu: “Já vivi para ver uma evolução no mundo, que nunca esperei. Vi a Queda do Muro de Berlim, uma certa paz na Irlanda, o fim do Apartheid. Nós estamos dando passos à frente – às vezes alguns para trás ultimamente, mas assim como Xavier e Picard, sempre confiei em relações interpessoais”.

Em um momento de descontração, disse que, se fosse outro mutante, filosoficamente, se juntaria a Xavier, mas que Eric (Magneto) usa a melhor roupa de todas! A boa notícia é que agora o Professor X tem sua própria roupa de herói, de couro preta, que ele adora!

Sobre um filme solo, deixou no ar a possibilidade do personagem aparecer em parceria com seu “eu mais jovem”, o que, segundo ele, seria fantástico para os dois atores (ele e McAvoy).

Como não poderia faltar, a pergunta sobre o retorno de Xavier após os acontecimentos de “X-Men 3 – O Confronto Final” também foi feita. Patrick disse odiar a questão, mas respondeu contando o quão desagradável foi a experiência de ser “vaporizado” pela personagem Jean Grey e que na ficção e fantasia ninguém precisa ter realmente morrido.

Ainda houve tempo para tecer elogios aos colegas de elenco. James McAvoy foi apontado como um talento nato, que tem capacidade de se divertir enquanto faz um trabalho sério. Também falou sobre Sir Ian McKellen e Ellen Paige, que, como homossexuais assumidos, travam uma árdua batalha por seus direitos perante à sociedade que nem sempre está aberta a qualquer tipo que considere “diferente”.

Sobre fazer o papel de um cadeirante, afirmou ter sido um grande desafio, pois os atores precisam usar o corpo todo para se comunicar com o público e que sentiu grande necessidade de se concentrar em seus pensamentos e coração para fazer as cenas.

James McAvoy

O ator que dá vida à versão mais jovem do mutante, disse que, quando criança, queria ter o poder de fazer as pessoas gostarem dele, de ter confiança. Agora, sua preferência seria pela invisibilidade.

Se pudesse voltar no tempo, não sabe se mudaria algo, pois está feliz com o rumo de sua vida. Logo mudou de ideia e afirmou que diria a si mesmo, mais jovem, para rejeitar alguns filmes presentes em seu currículo. Também gostaria de voltar e se ver em seu primeiro dia na escola primária.

Sobre a manutenção da fé de Xavier na humanidade, disse que coração e cérebro são fundamentais, que um grande líder tem que ter amor, e que o personagem consegue sentir a dor, a tortura dos outros, por ter um grande coração.

Segundo ele, uma das forças dos X-Men é serem humanos com poderes limitados. Que quando se faz um filme de Super-Heróis, corre-se o risco de alienar o público, mas isso não acontece com a saga dos mutantes.

Mostrando bom humor, o ator riu ao dizer o quão apertado era seu uniforme em “X-Men: Primeira Classe” e contar até mesmo a cor da cueca que usava hoje, durante o evento: laranja!

Um filme solo de Professor Xavier não é bem visto por ele, que afirmou que a coisa mais interessante do personagem é sua interação com os outros e que não o vê sozinho.

Sobraram elogios a seu colega Patrick Stewart, que foi definido como tendo paixão e cuja presença chega a ser quase tangível, de tão marcante.

O papel de um cadeirante fez com que percebesse que qualquer pessoa que passa por esse tipo de situação na vida, tem que ter um período de aceitação – fato explorado nesse filme e que deve ser ainda mais na sequência prevista para 2016, “X-Men: Apocalipse”.

Para encerrar, McAvoy disse que, se temos a capacidade de atacar quem nos ataca, talvez também possamos evoluir e que se houvesse uma divisão justa no mundo, não haveria tantos problemas, mas que ainda chegaremos lá!

Os atores participarão na noite desta quinta-feira, 15 de maio, da Première de “X-Men: Dias de um Futuro Esquecido”; na sexta-feira devem se encontrar com o técnico da Seleção Brasileira, Luiz Felipe Scolari – e a julgar pela animação com a qual falaram sobre futebol durante a Coletiva, podemos apostar que será um encontro bem interessante!

por Angela Debellis

Filed in: Direto da Toca Tags: , , , , ,

You might like:

Assista ao trailer de “Fragmentado”, novo filme de James McAvoy Assista ao trailer de “Fragmentado”, novo filme de James McAvoy
Especial X-Men já está disponível no NOW Especial X-Men já está disponível no NOW
Noitão Belas Artes: Especial “X-Men”acontece em São Paulo Noitão Belas Artes: Especial “X-Men”acontece em São Paulo
UCI Cinemas abre pré-venda para “X-Men: Apocalipse” UCI Cinemas abre pré-venda para “X-Men: Apocalipse”
© AToupeira. All rights reserved. XHTML / CSS Valid.
Proudly designed by Theme Junkie.