Crítica: “Jack Reacher: Sem Retorno”

jack-reacher-poster-oficial-criticaHá algum tempo os cineastas estão investindo e recriando alguns livros, e o que antes só estava na imaginação dos leitores passa para as telonas levando muitos fãs à loucura.

“Jack Reacher: Sem Retorno” (Jack Reacher: Never Go Back) é aquele tipo de filme com tudo para fazer o espectador pular da cadeira e ficar na expectativa a cada cena. Dessa vez a aventura começa quando o protagonista interpretado por Tom Cruise resolve marcar um jantar para conhecer a sua protetora Susan Turner (Cobie Smulders).

Ela é a nova manda-chuva do exército, que se destaca não só pelo alto cargo que ocupa, mas também por sua personalidade firme e teimosa.

Quando o ex-Major chega ao estado de Virgínia, encontra Susan presa e esse é o mote para o desenvolvimento de toda ação. Descobrir não só o que aconteceu, e também enfrentar caras da pesada que, assim como ele, não trabalham e nem seguem as leis.

Em meios a muitas confusões o enredo recebe mais uma personagem, que terá papel fundamental: Samantha Dayton (Danika Yarosh), uma estudante de quinze anos que gosta de pintar e possui alguns talentos curiosos.

Aqueles que acompanham a saga e já são fãs do “Fantasma Reacher”, irão se impressionar com sua nova postura, afinal o que anteriormente foi afirmado por ele, nesse filme é posto à prova. Será que não é mesmo um herói?

A produção se divide principalmente em dois estados, o que leva à divisão também da fotografia. Em Virgínia onde fica a maior parte do cenário, o exército tem um ar mais sério com tons de conspiração em todas as cenas.

Boa parte dessa composição se dá também pela escolha sonora que engrandece a violência envolvendo lutas corporais, tiros e bombas, lembrando que o filme recomendado para maiores de 14 anos.

Em linhas gerais, o título dirigido por Edward Zwick conta com bons atores e promete diversão de qualidade, com alguns sustos e até momentos divertidos. Se o principal objetivo é levar o gênero ação de forma bem crua para as salas de cinema, a tarefa foi cumprida.

Vale a pena conferir.

por Ingrid Gois – especial para A Toupeira

Filed in: Cinema

You might like:

Prime Video divulga Trailer Oficial de “Betty, A Feia – A História Continua” Prime Video divulga Trailer Oficial de “Betty, A Feia – A História Continua”
Brasil Game Show completa 15 anos somando mais de 2,8 milhões de visitantes Brasil Game Show completa 15 anos somando mais de 2,8 milhões de visitantes
Sepultura leva turnê “Celebrating life through death” para o Rio de Janeiro Sepultura leva turnê “Celebrating life through death” para o Rio de Janeiro
Animação nacional ‘Lupi e Baduki’ na Max e no Discovery Kids Animação nacional ‘Lupi e Baduki’ na Max e no Discovery Kids
© AToupeira. All rights reserved. XHTML / CSS Valid.
Proudly designed by Theme Junkie.