Crítica: “John Wick – Um novo dia para matar”

“John Wick – Um novo dia para matar” (John Wick – Chapter Two) começa com o término da última vingança de Jonathan Wick (Keanu Reeves), e assim que ele mata a sua sede uma infeliz proposta surge na sua porta – de acordo com as regras do jogo, ou melhor, da máfia, essa tal proposta jamais poderia ser recusada.

Para aqueles que não assistiram ao primeiro filme, fica a dica de vê-lo antes de ir ao cinema acompanhar o segundo, pois apesar de não alterar a compreensão do enredo, o longa anterior responde possíveis dúvidas que podem surgir durante esta sequência.

Santino D’Antonio (interpretado por Riccardo Scamarcio) não medirá esforços para que seu velho amigo e ex-colega de profissão entre novamente no jogo, afinal a missão que ele possui só poderia ser realizada por uma pessoa, ou melhor pelo “Bicho-Papão”.

Claro que John não deixaria a sua aposentadoria apenas pelas regras, então aí surge uma briga travada envolvendo poder, dinheiro e ainda mais sede de vingança. Se você sempre imaginou a famosa cena de Wick matando três homens em um bar com apenas um lápis saiba que coisas ainda mais impossíveis estão chegando nas telonas.

O diretor Chad Stahelski escolheu perfis muito mais firmes e sisudos, não espere textos longos e grandes diálogos, a linguagem usada do começo ao fim do filme é a corpórea, e isso eleva não só a adrenalina de quem assiste, mas também a qualidade do gênero, que se torna um referencial.

A combinação enredo, atores e personagens foi super acertada e grandes nomes como Laurence Fishburne, Ruby Rose e John Leguizamo compõem a obra. Outro ponto relevante é a escolha da fotografia, que ora se faz moderna como nas lutas filmadas no metrô, e ora se faz clássica como nas cenas realizadas não só nas ruas de Roma, como nas mansões e hotéis.

Em linhas gerais, o público pode esperar um filme menos emocional, com ações friamente calculadas e um final de gerar gastrite de tanta ansiedade e nervoso para saber o que virá depois do novo dia para matar!

Vale a pena conferir.

por Ingrid Gois – Especial para a Toupeira

Filed in: Cinema

You might like:

Fazenda Futuro: Confira duas receitas para aproveitar os alimentos da estação, junto da chegada do outono Fazenda Futuro: Confira duas receitas para aproveitar os alimentos da estação, junto da chegada do outono
Amazon Prime Video lança filme sobre batalha musical com grande elenco de influenciadores digitais Amazon Prime Video lança filme sobre batalha musical com grande elenco de influenciadores digitais
Crítica: “Evidências do Amor” Crítica: “Evidências do Amor”
Crítica: “A Paixão segundo G. H.” Crítica: “A Paixão segundo G. H.”
© AToupeira. All rights reserved. XHTML / CSS Valid.
Proudly designed by Theme Junkie.