Direto da Toca: Participamos da Coletiva Virtual de “Madame Sheila”

Crédito: Bruno Karim

Aconteceu na tarde de hoje, 29 de setembro, a Coletiva de Imprensa Virtual de “Madame Sheila”. A produção é faz parte do Projeto Teatro Unimed em Casa, dedicado a manter viva a produção teatral durante o período de quarentena.

Participaram da conversa com os jornalistas, o protagonista Luis Miranda e a diretora Monique Gardenberg, que falaram sobre a ideia de levar a personagem ao público de uma maneira totalmente inédita, sob a forma de oito vídeos / atos com até oito minutos de duração cada, disponibilizados no site oficial do projeto, a partir de 1º de outubro às 21h – exibição às quintas-feiras de outubro e novembro.

Luis Miranda – simpaticíssimo com a Imprensa – dá vida à Madame Sheila, personagem cômica que já foi apresentada em espetáculos do 5 X Comédia e do Terça Insana. A figura é uma socialite que, em plena quarentena em sua mansão em Paris, percebe que há mais ao seu redor do que supunha ao crer que o mundo gira em torno do umbigo de pessoas cuja classe social são o ponto mais alto de seu caráter.

Mais do que a comédia absoluta, a produção visa trazer, de maneira leve e divertida, pertinentes críticas sociais que se moldam de acordo com a localidade onde as apresentações (no caso, físicas), acontecem. A opção foi por não fazer nenhuma citação direta, mas haver conteúdo implícito sobre diversos comportamentos vistos na sociedade. É a estratégia de se fazer ouvir através de coisas sutis e bem-humoradas, sem recorrer a piadas de mau gosto.

Ainda que não acredite na mudança das pessoas pós pandemia – como muitos chegaram a pensar que seria possível, algo como uma redenção ou evolução como ser humano – Luis afirmou que a peça não tem um recado pessimista, mas realista e com possibilidade de reflexão. Tudo, é claro, com um viés cômico.

O ator contou ter grande inspiração no trabalho da escritora / cronista Dorothy Parker, famosa nos anos de 1930 e 1940, que abordava de maneira ácida a alta classe americana. A intenção é falar para a sociedade, usando a lente de aumento da burguesia que se comporta de maneira tão individualista – fato mais uma vez comprovado devido à pandemia de Covid-19.

Segundo Monique Gardenberg, a versão de Madame Sheila a ser apresentada no Projeto Teatro Unimed em Casa é ainda mais implacável do que a já vista nos palcos, embora sua essência (que se preocupa com champanhe e uva geneticamente modificada) tenha se mantido neste texto inédito.

A diretora falou sobre sua impressão de que, assim como a personagem, nesse período complicado pelo qual o mundo passa, várias pessoas da chamada classe “dominante” sentiram o quanto são dependentes de outras pessoas que lhes prestam serviços dos mais diversos.

Embora muito gratos e felizes pela possibilidade de continuar pondo seu trabalho em movimento, a saudade das apresentações ao vivo falou mais alto e, tanto Luis quanto Monique não se mostraram totalmente favoráveis à manutenção permanente de peças teatrais apenas on line.

Tal condição excepcional foi estritamente pensada para atender ao público que sente falta de assistir a espetáculos regulares, e que não têm essa alternativa devido ao fechamento temporário dos teatros. Esta seria uma espécie de importante pontapé para a retomada do reencontro dos atores com o público, tão logo seja possível.

Vale ressaltar o apoio à Associação dos Produtores de Teatro, que tem mais de 1200 famílias vinculadas a ela. O programa instituído pela Unimed abraçou a causa e promoverá a viabilidade de doação via Ame, de qualquer quantia para auxiliar profissionais atrelados à cultura. Todas as informações estarão disponíveis durante a exibição de cada um dos atos de “Madame Sheila” e as doações serão estendidas após o último vídeo ser disponibilizado.

por Angela Debellis

Filed in: De tudo um pouco, Direto da Toca, Teatro

You might like:

Sugestões de presente para o Dia dos Namorados – Brasil Cacau apresenta chocolates para a data Sugestões de presente para o Dia dos Namorados – Brasil Cacau apresenta chocolates para a data
Batida de saquê com leite fermentado da Água Doce para o fim de semana Batida de saquê com leite fermentado da Água Doce para o fim de semana
Petlove celebra 25 anos com evento de adoção em nova loja conceito na Oscar Freire, em São Paulo Petlove celebra 25 anos com evento de adoção em nova loja conceito na Oscar Freire, em São Paulo
“Era imperativo para mim que tudo fosse feito do ponto de vista da Amy”, afirma roteirista de “Back to Black” “Era imperativo para mim que tudo fosse feito do ponto de vista da Amy”, afirma roteirista de “Back to Black”
© AToupeira. All rights reserved. XHTML / CSS Valid.
Proudly designed by Theme Junkie.