Crítica: “Gravidade”

Gravidade pôsterFicção Científica sempre esteve entre meus gêneros favoritos. Seja em filmes que remetem à fantasia, ou mais próximos de documentários, o tema parece em constante renovação, mesmo que seus principais elementos não sofram grandes alterações.

Esqueça grandes explosões, efeitos sonoros que marcarão gerações ou personagens que terão lugar de honra nas estantes e camisetas de colecionadores. No novo trabalho do diretor Alfonso Cuarón, “Gravidade” (Gravity), quem dá o tom na maior parte do tempo, é o silêncio, que faz com que mesmo num cenário tão amplo, boa parte dos espectadores tenha uma inevitável sensação de desamparo e claustrofobia.

Sandra Bullock dá vida à cientista Drª Ryan Stone, que se vê lutando pela sobrevivência em pleno Espaço Sideral, após uma chuva de detritos causar graves danos à sua nave. A seu lado, George Clooney é Matt Kowalsky, astronauta responsável direto pelos momentos de “leveza” da estória, já que, mesmo em situações tão adversas, consegue manter uma calma e um bom-humor que parecem difíceis até mesmo para quem está sentado confortavelmente em frente à tela do cinema.

A proximidade com os personagens se dá também devido ao uso de um excelente 3D, que por várias vezes durante a exibição, consegue emergir o público de tal maneira a ser fácil esquecer que não somos tripulantes da fracassada missão. E esse é um dos maiores méritos do longa.

Aparentemente simples, a trama carrega consigo uma enorme carga emocional, que fica ainda mais visível na sequência em que a Drª Stone consegue contato com a Terra através de um rádio amador. E em outra belíssima cena que, imediatamente nos remete a um dos maiores clássicos do gênero, “2001 – Uma Odisseia no Espaço”.

Sem dúvidas, “Gravidade” deve estar presente nas grandes premiações de 2014. E todos os supostos/futuros prêmios serão justos para esta que é uma das maiores surpresas e um dos melhores filmes do ano, até aqui.

Imperdível.

por Angela Debellis

Filed in: Cinema Tags: , , ,

You might like:

“O Primeiro Homem” ganha pôster e trailer “O Primeiro Homem” ganha pôster e trailer
Crítica: “Ave, César!” Crítica: “Ave, César!”
Reconciliação familiar é tema da animação “No Mundo da Lua” Reconciliação familiar é tema da animação “No Mundo da Lua”
George Clooney fala sobre seu personagem em “Ave César!” George Clooney fala sobre seu personagem em “Ave César!”
© AToupeira. All rights reserved. XHTML / CSS Valid.
Proudly designed by Theme Junkie.