Direto da Toca: Desvendamos os mistérios da sala “Detetive do Caso 49” da Escape Time

Desde criança, sou uma grande entusiasta de jogos de tabuleiro – e ainda mantenho vários que ganhei na infância comigo. Entre os meus favoritos, “Detetive” foi um dos mais marcantes e com partidas mais memoráveis.

Muita coisa mudou, o tabuleiro ganhou novas versões, virou jogo pocket de cartas, agora tem as pistas reveladas através de aplicativo para celular, mas a essência permanece a mesma, assim como as três perguntas primordiais: “Quem é o assassino?”, “ Qual arma foi usada no crime?”, “Em que cômodo (ou agora, em que estabelecimento) ele aconteceu?”.

Foi com enorme satisfação que assumi o papel de investigadora e topei encarar os desafios propostos pela nova sala unidade Brooklin (São Paulo) da Escape Time em parceria com a Brinquedos Estrela, “Detetive do Caso 49”.

Antes mesmo de a aventura começar, começa a imersão. Fomos convidados a escolher, aleatoriamente, três cartas, parte de uma das centenas de composições possíveis para a resolução do caso – o que nos aproxima ainda mais do jogo de tabuleiro original.

Na trama, o famoso banqueiro Carlos Fortuna foi assassinado. Caberá aos escapers, injustamente colocados na posição de suspeitos, descobrirem os detalhes do crime para provar sua inocência e ajudar na captura do real homicida.

O cenário foi montado onde antes aconteciam as partidas de “Quarto 66 e os Segredos Templários”, mas as modificações são eficientes o bastante para que seja oferecido um jogo novo / inédito e ainda mais detalhado. Com o impecável auxílio do monitor Luan, fomos orientados desde o início, a não pensar de maneira linear, uma vez que as pistas poderiam não ser descobertas em uma ordem fixa.

Tal informação foi de incrível ajuda durante a partida e contribuiu muito para o bom desempenho de cada jogador. Com capacidade para até 10 participantes, um número maior do que estamos acostumados (estávamos em 9 integrantes) mostrou-se válido para decifrar várias pistas que demandavam mais atenção.

É claro que mais pessoas confinadas no mesmo ambiente pode gerar conflito de ideias em algum momento, então, é interessante que se opte por conhecer a sala com um grupo com o qual já se esteja acostumado, até mesmo para facilitar a comunicação.

Quanto às pistas cedidas pelo monitor, estas estão disponíveis a cada 5 minutos, o que me parece um intervalo justo e suficiente para que os escapers consigam encontrar as respostas por si próprios. Caso o grupo passe muito tempo sem conseguir nenhum avanço, o guia questionará sobre a necessidade de alguma ajuda. As dicas passadas através de walkie-talkie são claras e fazem sentido imediato.

Eu e meus companheiros da equipe Escapers Divertidos, colocamos mais uma vitória em nossa lista, ao constatar que o Sargento Bigode cometeu o crime em um restaurante com uma arma química (essa – dentre as inúmeras possíveis -, foi a combinação formada pelas cartas que tiramos no início do jogo, mas durante a maior parte do tempo eu achava que a culpada era mulher!).

Concluímos a missão faltando apenas 25 segundos para o término dos 60 minutos e, como sempre, fizemos uma grande festa ao destravar a porta final e encontrar a saída, quando fomos recepcionados por Luan, que pareceu tão empolgado quanto nós com nosso êxito. Ponto para os funcionários da Escape Time, que dão um show de simpatia e competência todas as vezes que vamos ao local.

Pegue sua lupa e seu bloco de anotações, siga seus instintos de investigador e corra para conhecer a sala “Detetive do Caso 49”. Informações e reservas: www.escapetime.com.br.

por Angela Debellis

Filed in: Direto da Toca, Saia da Toca

You might like:

Direto da Toca: Fomos à Coletiva de Imprensa de “Turma da Mônica – Laços” Direto da Toca: Fomos à Coletiva de Imprensa de “Turma da Mônica – Laços”
Havaianas mergulha no universo secreto dos brinquedos com “Toy Story 4” Havaianas mergulha no universo secreto dos brinquedos com “Toy Story 4”
Assista ao trailer oficial de “Aprendiz de Espiã” Assista ao trailer oficial de “Aprendiz de Espiã”
Lilia Cabral é solteirona que quer desencalhar no trailer de “Maria do Caritó” Lilia Cabral é solteirona que quer desencalhar no trailer de “Maria do Caritó”
© 2019 AToupeira. All rights reserved. XHTML / CSS Valid.
Proudly designed by Theme Junkie.