Direto da Toca: Estivemos na Coletiva de Imprensa de “D. P. A. 3 – Uma Aventura no Fim do Mundo”

Aconteceu na tarde de hoje, 11 de abril, a Coletiva de Imprensa de “D.P.A. 3 – Uma Aventura no Fim do Mundo”. O evento realizado na capital paulista, reuniu parte do elenco e da equipe técnica do longa.

Estiveram presentes para atender aos veículos de comunicação: Pedro Motta, Anderson Lima, Letícia Braga e Nicoli Orsini, que interpretam os personagens Pippo, Bento, Sol e Berenice, respectivamente; Klara Castanho, que dá vida à vilã Dunhoca; Ronaldo Reis, que interpreta Severino. Além deles, o diretor Mauro Lima, o produtor Sandi Adamiu, a Gerente de Conteúdo do Gloob Flávia Costa, a Head da Globo Filmes Simone Oliveira e a Produtora Executiva Juliana Capelini também conversaram com os jornalistas.

O que poderia ser visto como um problema, acabou sendo encarado sob uma perspectiva diferente: o adiamento de quase dois anos da estreia inicialmente prevista para junho de 2020, devido à Pandemia de Covid-19. Com as crianças (principal público-alvo da produção) já vacinadas, existe a expectativa de que o filme possa ser conquistar um bom número de espectadores.

Carregadas de nostalgia, as lembranças das gravações – que acorreram há quase três anos – deram o tom à entrevista que mostrou a gratidão de todos pela possibilidade de realizar o trabalho que serviu como uma espécie de despedida oficial do trio protagonista, que agora trilha novos caminhos fora da série televisiva que segue como um dos grandes destaques do Canal Gloob.

Ronaldo Reis, ator que faz parte do elenco desde o primeiro episódio da série – que acaba de chegar à sua 16ª temporada -, exaltou a possibilidade de encarnar uma nova faceta de seu personagem, Severino, que é enfeitiçado durante a trama de “D. P. A. 3 – Uma Aventura no Fim do Mundo” e conta com atitudes tão contrárias às quais o público está acostumado.

Nicoli Orsini pareceu bastante empolgada com a trama que possibilitou maior visibilidade à sua personagem Berenice, que surge como uma quarta detetive, atuando ao lado do trio principal e não é mais apenas a figura que costuma causar confusão.

Letícia Braga falou com muito orgulho sobre o amadurecimento da personagem Sol, e mostrou-se feliz por ter dado vida a uma figura tão feliz e perto de quem as pessoas gostam de estar. Assim como relembrou momentos de divertida interação com os colegas durante as gravações, baseadas no encantamento de ver neve de verdade pela primeira vez.

Mauro Lima assumiu certa apreensão ao aceitar o convite para dirigir o longa, por não ter tanta familiaridade com o gênero infanto-juvenil. Tal temor mostrou-se infundado no decorrer das gravações, o que culminou, segundo ele, em uma das experiências mais prazerosas de sua vida dentro de um set.

Anderson Lima destacou o relacionamento do elenco durante os anos em que trabalharam juntos, tornando-se uma espécie de família – fato que permanece mesmo após o término das gravações, com a manutenção da amizade na vida real. Assim como lembrou a importância de se acreditar que o amor sempre vence no final e da necessidade de se lutar pelo bem-estar daqueles que nos são especiais e que podem estar passando por um momento difícil (como é o caso do personagem Severino, na maior parte da narrativa).

Fã confesso da série, Pedro Motta falou com bastante carinho sobre sua despedida como Pippo, afirmando que o cenário escolhido para a produção – a cidade argentina de Ushuaia foi perfeito para encerrar o ciclo que viveu como um dos protagonistas. O ator também disse estar animado com a estreia do longa nos cinemas, uma vez que sentia falta de eventos como pré-estreias e coletivas de imprensa, que são verdadeiros termômetros que demostram a reação do público.

“Quando você entra em um projeto que já faz muito sucesso, ou você entra para agregar, ou você entra com medo. Eu entrei com os dois”. Com essas palavras, a atriz Klara Castanho começou seu discurso dobre o convite para viver Dunhoca, uma das vilãs do filme. Segundo a atriz, houve cuidado em criar a personagem que assume a linha de frente para encarar o fato de não ser a mais querida pelo público infantil (pelo menos à primeira vista).

Bastante integrados, ao término da Coletiva a impressão é a de que todos estavam com o sentimento de dever cumprido de uma maneira bem satisfatória. E, acima de tudo, agradecidos pelo que foi conquistado trabalhando na série que tem tudo para gerar ainda mais frutos no futuro.

“D. P. A. 3 – Uma Aventura no Fim do Mundo” estreia nos cinemas em 21 de abril. As pré-estreias pagas acontecem de 15 a 17 de abril. Crítica em breve no site.

Crédito das fotos: Angela Debellis.

por Angela Debellis

Filed in: Cinema, Direto da Toca

You might like:

Culturama lança “O Essencial do Zé Carioca: Celebrando os 80 Anos da sua Estreia” na Bienal Culturama lança “O Essencial do Zé Carioca: Celebrando os 80 Anos da sua Estreia” na Bienal
“Minions 2: A Origem de Gru” é a maior abertura de animação dos últimos dois anos “Minions 2: A Origem de Gru” é a maior abertura de animação dos últimos dois anos
“Origami”, livro de Maíra Carvalho, ganha sessão de autógrafos na Bienal do Livro “Origami”, livro de Maíra Carvalho, ganha sessão de autógrafos na Bienal do Livro
Grace Gianoukas comemora 40 anos de carreira com o Espetáculo “Grace Em Revista” Grace Gianoukas comemora 40 anos de carreira com o Espetáculo “Grace Em Revista”
© AToupeira. All rights reserved. XHTML / CSS Valid.
Proudly designed by Theme Junkie.