“Esperando Godot”, com o grupo Garagem 21, reestreia no Teatro Cacilda Becker

O espetáculo “Esperando Godot”, de Samuel Beckett, com o grupo Garagem 21 e direção de Cesar Ribeiro, reestreia no Teatro Cacilda Becker após temporada com ótima acolhida de público e crítica no Viga Espaço Cênico. Escrita em 1949, a peça é considerada um marco da narrativa moderna e apresenta a história de dois personagens que aguardam a chegada de Godot, que nunca aparece.

“A montagem parte de uma linguagem híbrida influenciada pelo teatro de Tadeusz Kantor e elementos de HQs, desenhos animados e dança contemporânea para falar sobre as relações em uma sociedade em que o humano reproduz a lógica do produto, resultando na reificação e na necessidade de ressignificação de si, do outro e da realidade”, conta o diretor.

Com cenografia e figurinos de Telumi Hellen, colaboração da jornalista e crítica teatral Maria Fernanda Vomero e de Kenn Yokoi, e Paulo Campos, Ulisses Sakurai, Paulo Olyva e Cadu Leite no elenco, o espetáculo teve início de processo em fevereiro de 2014, com estudos sobre Beckett e os teóricos que servem de base à sua criação, como Michel Foucault e Adorno.

“Os temas centrais de Beckett estão na incomunicabilidade, no vazio, na ignorância, na impotência e na morte, utilizando, para compor esse quadro, a chamada estética do fracasso, com indivíduos semiacabados, normalmente aprisionados a algo. É um escritor marcado pelas grandes guerras, em que as estruturas buscam encontrar um novo enquadramento e um novo sentido, em que a modernidade está prestes a findar e surge um novo ideário, de um mundo mais tecnológico e mais individualista, em que as grandes ideologias têm seu fim, em que o capital domina todas as esferas da vida privada e coletiva, em que predominam a mundialização e o consumismo”, diz Cesar Ribeiro.

Essa transição de realidades representa o fim de uma era e, para Beckett, também o fim de um indivíduo. Segundo Beckett, o nosso problema não é que vamos morrer. É que ainda não nascemos. E para isso é preciso livrar-se da memória e construir um novo mecanismo de apreensão da realidade, uma nova visão que organize o caos, e não o disfarce em uma pretensa ordem.

Crédito da foto: Bob Sousa.

Serviço:

Esperando Godot

De 31 de março a 23 de abril. Sextas e sábados às 20h e domingos às 19h

Teatro Cacilda Becker

Rua Tito, 295 – Lapa. São Paulo / SP

Informações: (11) 3864-4513

Duração: 140 min (com intervalo de 15 min)

Capacidade: 198 lugares

Recomendação: 12 anos

Ingressos: R$ 20 (inteira), R$ 10 (estudantes, aposentados, professores e moradores da Lapa e da Pompeia) e R$ 5 (estudantes da rede pública municipal de ensino)

da Redação A Toupeira

Filed in: Teatro

You might like:

“Friends” é o tema da nova edição da Casa Warner “Friends” é o tema da nova edição da Casa Warner
Ragazzo lança promoção com pratos clássicos da rede pelo preço de lanches Ragazzo lança promoção com pratos clássicos da rede pelo preço de lanches
Divulgado pôster oficial de “Os Parças 2” Divulgado pôster oficial de “Os Parças 2”
Canção vencedora do Oscar, “What a Feeling” vira Flashmob em São Paulo Canção vencedora do Oscar, “What a Feeling” vira Flashmob em São Paulo
© 2019 AToupeira. All rights reserved. XHTML / CSS Valid.
Proudly designed by Theme Junkie.