Resenha: “E se eu não existisse?”

Quando pensamos em depressão, é provável que para muitos, não seja tão simples entender todas as suas ramificações – e creia, são muitas -, ainda mais quando a pessoa que sofre com os sintomas (sendo ou não diagnosticada por um especialista) é uma criança.

A trama de “E se eu não existisse” nos apresenta Gustavo, um garoto de apenas 12 anos, que após passar por diversos momentos delicados em sua rotina familiar – o que compreende a separação precoce de seus pais (e a consequente formação de uma nova família por parte de pai), o distanciamento dos avós paternos que vivem em outro país, a falta de sua avó materna que não vê há anos por causa de brigas entre ela e sua mãe – faz justamente esse questionamento do título, que costuma ser rotineiro para quem convive com algum transtorno emocional.

Além da conturbada relação com seus familiares, o menino também enfrenta problemas na escola, onde é vítima de bullying e encara as dores de um primeiro amor não correspondido. Em contrapartida, é nesse ambiente que surge a amizade com um de seus professores, Roberto, que se torna uma espécie de protetor, atuando a seu favor frente a pouco atenciosa coordenadora Regina e à mãe do protagonista, Cláudia.

Mais do que se perguntar como seria a vida de seus entes queridos caso ele fosse suprimido da existência, o menino faz esse pedido a Deus em um momento de desespero. Eis que na manhã seguinte ao pedido, Gustavo tem a inesperada chance de conversar com Uriel, seu anjo da guarda, que o acompanhará em uma jornada de autoconhecimento, durante a qual caberá ao jovem tomar importantes decisões.

Ainda que faça uso desses elementos religiosos – a fé na oração, a crença em Deus, a aparição do Anjo da Guarda – a obra de Mayara Vellardi não se atém apenas a esse tema e consegue ser bem mais complexa. O texto de fácil compreensão torna-se atrativo para público de várias faixas etárias, assim como é eficiente na função de mostrar que, apesar de singular, cada ser humano carrega consigo responsabilidades e valores que podem afetar não só a si próprio, mas aos que estão ao seu redor.

Ficha Técnica:

Título: E se eu não existisse?

Autora: Mayara Vellardi

Editora: Chiado Books

Coleção: Literatura Juvenil

Páginas: 86

Preço: R$ 30,00

por Angela Debellis

Filed in: Livros

You might like:

Mais um pôster nacional e novo trailer dublado de “Frozen 2” Mais um pôster nacional e novo trailer dublado de “Frozen 2”
Direto da Toca: Um balanço do que foi a 12ª Brasil Game Show Direto da Toca: Um balanço do que foi a 12ª Brasil Game Show
Estrelado por Robert Downey Jr, “Dolittle” ganha pôster nacional e trailer dublado Estrelado por Robert Downey Jr, “Dolittle” ganha pôster nacional e trailer dublado
Livraria Martins Fontes promove lançamento do “Dicionário Monstruoso do Folclore Brasileiro” em SP Livraria Martins Fontes promove lançamento do “Dicionário Monstruoso do Folclore Brasileiro” em SP
© 2019 AToupeira. All rights reserved. XHTML / CSS Valid.
Proudly designed by Theme Junkie.