‘Histórias Assustadoras’: Guillermo del Toro e André Øvredal falam sobre adaptação para o cinema

Contos de folclore e lendas urbanas aterrorizam há séculos crianças e adolescentes do mundo todo. No início dos anos 1980, o escritor americano Alvin Schwartz reuniu alguns desses relatos em uma série de livros que marcaram gerações.

Originalmente ilustrado por Stephen Gammell, “Histórias Assustadoras para contar no Escuro” trazia textos e desenhos tão impactantes que pareciam sair das páginas diretamente para a imaginação dos leitores.

Quarenta anos depois, as histórias chegam aos cinemas com produção do vencedor do Oscar Guillermo del Toro e direção de André Øvredal que, em vídeo divulgado hoje, 06 de agosto, comentam sobre a adaptação do universo de Schwartz e Gammell para as telonas.

“A beleza dos livros “Histórias Assustadoras para contar no Escuro” é que eles têm a simplicidade de uma história de acampamento e passaram por três gerações. Eram histórias que me assustavam quando eu era criança e ainda são muito divertidas”, comenta Del Toro.

Para Øvredal, “as ilustrações são o que há de mais assustador nos livros. Eu aprendi a ter muito respeito pelo material original e o design das criaturas no filme foi muito fiel ao das ilustrações originais”.

No longa, um grupo de adolescentes encontra um livro sombrio cujas histórias ganham vida e passam a perseguir cada um deles. André Øvredal comenta que o resultado final é uma mistura entre um filme de terror moderno e os filmes mais antigos que ele assistia quando criança e Del Toro completa: “a beleza disso é que os pais podem levar seus filhos para os dias em que eles mesmos liam esses livros”.

“Histórias Assustadoras para contar no Escuro” chega aos cinemas brasileiros nesta quinta-feira, 08 de agosto, com distribuição da Diamond Films.

da Redação A Toupeira

Filed in: Cinema

You might like:

Para quem ama investigação: cinco séries de espionagem disponíveis na Max Para quem ama investigação: cinco séries de espionagem disponíveis na Max
Dubladores de Chiquinha e Seu Madruga participam de painéis do Dia do Orgulho Nerd Dubladores de Chiquinha e Seu Madruga participam de painéis do Dia do Orgulho Nerd
“Frankenstein”, clássico de 1931, ganha sessão gratuita com debate científico no MIS “Frankenstein”, clássico de 1931, ganha sessão gratuita com debate científico no MIS
Direto das Toca: Conhecemos a Exposição “Corpo Humano” Direto das Toca: Conhecemos a Exposição “Corpo Humano”
© AToupeira. All rights reserved. XHTML / CSS Valid.
Proudly designed by Theme Junkie.